Índice de títulos


Observatório Militar da Praia Vermelha - Fóruns

O Observatório Militar da Praia Vermelha (OMPV) foi criado no dia 20 de setembro de 2017, com a missão de realizar estudos políticos e estratégicos de interesse da área militar, em particular do Exército, dando um tratamento multidisciplinar a essas questões e, também, de contribuir para o incremento e a difusão da mentalidade de Defesa.

Desta forma, o OMPV se propõe a realizar o acompanhamento do cenário geopolítico definido em áreas temáticas de interesse, sob a ótica das Ciências Militares, produzindo e divulgando conhecimento de modo contínuo e oportuno referente aos assuntos que tenham aderência aos interesses do Exército, em especial aos que impactam no estudo do preparo e do emprego da Força Terrestre.

  • A Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro

    maio 29, 2018 – maio 29, 2018

    Assim como diversos Estados do país, o Rio de Janeiro vive uma crise de segurança pública responsável por um ambiente inseguro e volátil.

     

    Fruto disso, por decisão do Governo Federal, a intervenção federal decretada no Estado do Rio de Janeiro até o dia 31 de dezembro do corrente ano alcançará somente a área de segurança pública. Nesse recorte, a responsabilidade de gerir essa área, que é estadual, passou para as mãos do Governo Federal por intermédio do General-de-Exército Walter Souza Braga Netto, Comandante Militar do Leste, nomeado interventor federal.

     

    A intervenção federal nos Estados está prevista na Constituição de 1988, mas desde a vigência da referida Carta Magna, nunca tinha sido aplicada até agora. Visa, primordialmente, conter grave comprometimento da ordem pública.

     

    Neste diapasão, o interventor federal passou a gerir a segurança pública fluminense, controlando a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESEG), Secretaria de Estado de Defesa Civil (SEDEC) e a Secretaria de Estado Administração Penitenciária (SEAP).

     

    O Observatório Militar da Praia Vermelha (OMPV) foi criado no dia 20 de setembro de 2017, com a missão de realizar estudos políticos e estratégicos de interesse da área militar, em particular do Exército, dando um tratamento multidisciplinar a essas questões e, também, de contribuir para o incremento e a difusão da mentalidade de Defesa.


    Desta forma, o OMPV se propõe a realizar o acompanhamento do cenário geopolítico definido em áreas temáticas de interesse, sob a ótica das Ciências Militares, produzindo e divulgando conhecimento de modo contínuo e oportuno referente aos assuntos que tenham aderência aos interesses do Exército, em especial aos que impactam no estudo do preparo e do emprego da Força Terrestre.


    Dentro deste contexto o OMPV já realizou outros dois Fóruns, discutindo suas causas e os aspectos jurídicos da Intervenção Federal.


    Este 3º Fórum, após 100 dias da Intervenção Federal, tem por finalidade debater as medidas anunciadas e os resultados alcançados até o momento.

     

    O evento ocorrerá dia 29 de maio, de 09:30h às 12:30h.

     

    Foram convidados para participar dos debates o Deputado Federal Hugo Leal Melo da Silva, o Jornalista Antonio Carlos Pereira e o Secretário de Estado de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, General Richard Fernandez Nunes.

     

     

     

     

SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA MILITAR

O Simpósio Nacional de História Militar busca congregar acadêmicos, docentes, estudantes e pesquisadores da História Militar, civis e militares. Sua proposta é a de buscar a articulação do campo da História Militar, tratando da pesquisa na área, das problemáticas referentes ao objeto da História Militar, seus métodos e técnicas de pesquisa, suas relações com outras dimensões da História e com outras disciplinas como a Sociologia, a Antropologia, a Ciência Política, bem como da utilização dos arquivos militares e institucionais no Brasil e na América.

O objetivo do Simpósio é consolidar a História Militar como área de pesquisa interdisciplinar, plural e polifônica, visando congregar as diferentes perspectivas de pesquisas acadêmicas em andamento.

  • III Simpósio Nacional de História Militar

    agosto 14, 2018 – agosto 17, 2018

    A Escola de Comando e Estado-Maior do Exército - Escola Marechal Castello Branco - sediará, no período de 14 a 17 de agosto do corrente ano, o III SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA MILITAR.

    Este evento busca congregar acadêmicos, docentes, estudantes e pesquisadores da História Militar, civis e militares. Sua proposta é a de buscar a articulação do campo da História Militar, tratando da pesquisa na área, das problemáticas referentes ao objeto da História Militar, seus métodos e técnicas de pesquisa, suas relações com outras dimensões da História e com outras disciplinas como a Sociologia, a Antropologia, a Ciência Política, bem como da utilização dos arquivos militares e institucionais no Brasil e na América.

    O objetivo do Simpósio é consolidar a História Militar como área de pesquisa interdisciplinar, plural e polifônica, visando congregar as diferentes perspectivas de pesquisas acadêmicas em andamento.

    A programação do Simpósio favorecerá o debate sobre os estudos de História Militar em curso no Brasil, por intermédio de conferências, mesas redondas e simpósios temáticos. Os resultados obtidos neste fórum serão publicados em formato digital e impresso.

    Este evento é aberto ao público em geral, mediante inscrição prévia e gratuita nas categorias “Autor” e “Ouvinte”. As instruções estão disponibilizadas neste site.

    ATENÇÃO! As inscrições de Autores foram prorrogadas até 10 de junho de 2018.

    DPHDM EGN

Seminário de Defesa Quimíca, Biológica, Radiológica e Nuclear

A Escola de Comando e Estado-Maior do Exército - Escola Marechal Castello Branco - e o Comando de Operações Terrestres (COTER), farão realizar, nos dias 16 e 17 de novembro do corrente ano, o Seminário de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear, com o tema “A Arquitetura de Defesa QBRN do Brasil: Preparo e Resposta para Ccenários de Guerra e Não-Guerra”, tendo como objetivos: mapear a arquitetura de DQBRN do Brasil, considerando as relações civis- militares e avaliar o sistema de preparo e resposta para cenários QBRN de guerra e não-guerra no Brasil.

O evento é aberto ao público em geral, em especial a estudiosos do tema e ao universo acadêmico, mediante inscrição neste site.

  • Seminário de Defesa Quimíca, Biológica, Radiológica e Nuclear

    novembro 16, 2017 – novembro 17, 2017

    A Escola de Comando e Estado-Maior do Exército - Escola Marechal Castello Branco - e o Comando de Operações Terrestres (COTER), farão realizar, nos dias 16 e 17 de novembro do corrente ano, o Seminário de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear, com o tema “A Arquitetura de Defesa QBRN do Brasil: Preparo e Resposta para Cenários de Guerra e Não-Guerra”, tendo como objetivos: mapear a arquitetura de DQBRN do Brasil, considerando as relações civis- militares e avaliar o sistema de preparo e resposta para cenários QBRN de guerra e não-guerra no Brasil.

    O evento é aberto ao público em geral, em especial a estudiosos do tema e ao universo acadêmico, mediante inscrição neste site.

     

    VAGAS LIMITADAS.

    AS INSCRIÇÕES DEVEM SER REALIZADAS SOMENTE PELO SITE.

Ciclo de Estudos Estratégicos

Os Ciclos de Estudos Estratégicos da ECEME visam a promover um amplo forum de debates sobre determinadas temáticas, particularmente as relacionadas com a Defesa Nacional.

No contexto desse propósito, busca-se, em especial, discutir com segmentos da sociedade brasileira assuntos relevantes para a vida nacional, o que faculta ampla participação de interessados nesses eventos.

 

  • XVIII CICLO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS

    abril 24, 2018 – abril 26, 2018

    A Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME) - Escola Marechal Castello Branco - realizará, no período de 24 a 26 de abril, do corrente ano, o XVIII CICLO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS com o tema “O PREPARO DA FORÇA TERRESTRE”.

    O processo de Transformação do Exército tem sua origem no diagnóstico de que o Exército Brasileiro necessita de capacidades compatíveis com a estatura política e estratégica do Brasil em face da inexorável condição de potência mundial.

    A partir da percepção da necessidade de se transformar o Exército Brasileiro da “Era Industrial” para a “Era do Conhecimento”, fez-se mister um planejamento que determinasse um conjunto de ações estratégicas, as quais têm conduzido essa Transformação por meio de um Projeto de Força (PROFORÇA).

    O PROFORÇA apresenta a concepção do Exército Brasileiro, baseada em capacidades, para os marcos temporais de 2015, 2022 e 2031, orientando o processo de Transformação, o qual será conduzido pelos Vetores de Transformação: Ciência & Tecnologia, Doutrina, Educação & Cultura, Engenharia, Gestão, Logística, Orçamento & Finanças, Preparo & Emprego e Recursos Humanos.

    Nesse contexto, a ECEME, em parceria com o Comando de Operações Terrestres (COTER), tem desenvolvido um Projeto Interdisciplinar (PI) sobre o Preparo da Força Terrestre, sob a ótica de um Planejamento baseado em capacidades. O PI é elaborado pelos alunos do 2º ano do Curso de Comando e Estado-Maior.

    Por outro lado, as Forças Armadas necessitam estar alinhadas aos interesses e percepções da sociedade. Por essa razão, a ECEME traz à discussão e ao debate o Preparo da Força Terrestre para o Brasil, tendo como interlocutores representantes e formadores de opinião da sociedade brasileira, da academia e do Estado, responsável direto por planejar e prover a Segurança e Defesa Nacionais.

    Da mesma forma, sob uma perspectiva comparada, teremos oportunidade de visualizar a experiência de outros exércitos, razão pela qual contaremos com representantes dos exércitos da Argentina, do Equador, da Espanha e do México.

    Este evento é aberto ao público em geral, mediante inscrição prévia e gratuita como participante. As instruções estão disponibilizadas no site www.eceme.eb.mil.br.

     

  • XVII Ciclo de Estudos Estratégicos

    setembro 4, 2017 – setembro 6, 2017

    A Escola de Comando e Estado-Maior do Exército - Escola Marechal Castello Branco - realizará, no período de 04 a 06 de setembro do corrente ano, o XVII CICLO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS com o tema “UMA NOVA AGENDA DE DEFESA NACIONAL PARA O BRASIL”.

    A implantação de uma Estratégia Nacional de Defesa a partir do ano de 2008 permitiu maior visibilidade e reflexão sobre a temática em todos os setores da sociedade, proporcionando que o tema “Defesa” fosse incluído na agenda nacional. Neste contexto,  importantes documentos de Defesa foram produzidos, como o Livro Branco de Defesa Nacional, publicado no ano de 2012, para ampla difusão à sociedade brasileira e comunidade internacional.

    Em que pese a atualização desses documentos nos últimos anos, observa-se que a recente alteração da ordem mundial, com mudanças nos cenários geopolíticos global, regional e nacional, tem grande impacto no estudo, na análise e nas perspectivas para a Defesa Nacional.

    Nesse sentido, a ECEME traz à discussão e debate a construção de uma nova agenda de Defesa para o Brasil, tendo, como interlocutores, representantes e formadores de opinião da sociedade brasileira, do segmento produtivo, da academia e do Estado,  este o responsável direto por planejar e prover a Segurança e Defesa Nacionais.

    Adicionalmente, a Escola convida para apresentação de trabalhos e debates o público estudioso do assunto, a fim de integrar as mesas temáticas sobre: Ameaças à Segurança e à Defesa do Brasil no Séc. XXI; Defesa e Recursos Estratégicos; Novas Tecnologias e seus impactos para a Segurança e a Defesa; A base Industrial de Defesa e Segurança e Defesa Nacional; Política de Defesa e Política Externa; e Sociedade e Defesa. O link para submissão de artigos está disponível.

    Este evento é aberto ao público em geral, mediante inscrição prévia e gratuita como participante. As instruções estão disponibilizadas neste site.

    A ECEME convida, ainda, para o lançamento do livro: ATLAS DA POLÍTICA BRASILEIRA DE DEFESA, de autoria da Professora Maria Regina Soares de Lima e equipe de pesquisadores, publicado pela editora CLACSO – Latitude Sul, a ser realizado no dia 05 de setembro após o término das atividades do Ciclo.

  • XVI Ciclo de Estudos Estratégicos

    maio 15, 2017 – maio 17, 2017

    A Escola de Comando e Estado-Maior do Exército - Escola Marechal Castello Branco –, em parceria com a Universidade Federal Fluminense/Instituto de Estudos Estratégicos, fará realizar, no período de 15 a 17 de maio do corrente ano, o XVI CICLO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS com o tema “Crise na Segurança Pública e Defesa Nacional”, cujo propósito principal é discutir com segmentos da sociedade essa temática, de suma importância para a vida nacional e para a tranquilidade da família brasileira.

    O evento é aberto ao público em geral, em especial a estudiosos do tema e ao universo acadêmico, mediante inscrição neste site.

  • X Ciclo de Estudos Estratégicos

    maio 24, 2011 – maio 26, 2011

    A programação proposta na 10ª edição do Ciclo de Estudos Estratégicos tem por objetivooferecer uma abordagem sistêmica e vertical, em que possam ser contemplados enfoques de todos os níveis envolvidos nessa temática: o político-estratégico, na tarde do primeiro dia; o setorial, nosegundo dia; e o operacional, encerrando o ciclo no último dia.